Qual é a Metodologia das SMP?

Visamos uma Igreja ministerial e missionária onde cada paróquia seja uma rede de pequenas comunidades eclesiais. Estas devem ser missionárias e participativas, com celebrações vivas, construindo a comunhão no pluralismo, na unidade e no respeito às diversidades. Assim a metodologia está a serviço dos objetivos, é iluminada por eles e é marcada pelas situações concretas. Nas Santas Missões Populares a metodologia deve dispensar uma atenção especial aos seguintes pontos:

Onde realizar e destinatários

As Missões Populares acontecem nas Paróquias e em cada uma de suas Comunidades. Todas as pastorais, movimentos e grupos da Paróquia devem coadunar suas atividades às iniciativas propostas pelas SMP. Convém organizar o território da Paróquia em setores, cada qual com sua coordenação, e grupos de famílias. Santas Missões Populares. Destinam-se a todas as pessoas que moram na área onde elas acontecem. São ecumênicas.

Duração

O processo passa por três etapas:

  • a primeira etapa tem a finalidade de despertar o maior número possível de pessoas que moram no setor missionário, através de várias iniciativas concretas, de visitas, de celebrações e mediante a formação de missionários, com retiros ao longo dessa etapa;
  • a segunda etapa compreende “saborear” as belezas do Evangelho e da vida em comunidade. Acontecem os retiros paroquiais e a Semana Missionária;
  • a terceira etapa é de aprofundamento dos apelos que foram surgindo ao longo das duas etapas anteriores. Esta fase é chamada de “A Missão Continua”, ela não tem prazo para terminar. Consiste em abrir o coração e ouvir os apelos de nossa Santa Igreja Mãe e viver a Missão Permanente.
Missionários leigos

São visitadores e pregadores leigos, preparados para atuarem nas diversas pastorais, paróquias e áreas da Diocese.

Setores missionários

A Missão Popular acontece em todos os setores com a mesma programação, decidida nos grandes retiros dos missionários. Cada um deles costuma ter um dinamismo próprio, conforme a realidade, o nível de consciência e atuação dos missionários. Critérios importantes são a fidelidade e criatividade, a comunhão e o pluralismo. Os responsáveis pelo bom andamento do setor são os missionários que são seus moradores. Nesse caso, ser responsável significa ter a capacidade de envolver o maior número possível de pessoas, conduzindo o processo dentro dos objetivos e da metodologia decididos nos grandes encontros de formação dos missionários.

Presbitério missionário, profético, servidor

O papel missionário dos leigos numa Igreja ministerial e missionária exige também um presbitério missionário. Um presbitério missionário, profético e servidor é um presbitério saudável, feliz, realizado e apaixonado. É um
grande valor  para as comunidades, pastorais e a sociedade inteira.

Crianças e adolescentes missionários

Acontecem jornadas de encontros para crianças missionárias, para adolescentes missionários, a fim de que elas mesmas decidam o tipo de presença que querem marcar nas Missões Populares. Dá-se espaço a elas nas reuniões dos missionários, nas decisões, nas celebrações. Criam atividades, tomam iniciativas. Em cada setor deve haver uma pequena equipe de missionários jovens e adultos liberados para o trabalho com as crianças e adolescentes. São chamados de acompanhantes, para não esquecer que são as crianças e adolescentes que conduzem sua presença nas
Santas Missões Populares.